Cidades, V EEBB

Transporte público em Madrid – como usar

Quem é paulistano da gota e carioca da gema sabe que transporte público de qualidade tem que ser comemorado. Madrid é uma das capitais europeias com melhor sistema de metrô. Mas não é só isso, o resto dos transportes funciona bem. Vamos passo a passo:

Quanto custa? Como comprar?

Existe um cartão magnético, tipo o de Londres, mas sem reembolso, que serve para metrô, ônibus e cercanías (trem que serve a cidade e os arredores). Chama-se TARJETA MULTI e pode ser carregado com viagens unitárias, ida e volta ou múltiplo de 10, até um máximo de 30 viagens.

O preço é calculado por zonas: A (centro), B1, B2 e B3. Consulte o mapa da cidade para ver o que mais te interessa. Se for ficar só no fim de semana, recomendamos comprar a zona A.

Esse cartão não é nominal, é recarregável, pode ser usado por qualquer pessoa e vale por 10 anos, além de poder ser usado por mais de uma pessoa. Para obtê-lo é necessário pagar 2,50€, e se compra nas máquinas dentro das estações de metrô com um adesivo vermelho que diz “TARJETA MULTI DISPONIBLE AQUÍ”.

O cartão é gratuito para quem compra a “TARJETA TURÍSTICA”, e depois de usá-lo como cartão turístico pode ser reutilizado e recarregado como cartão normal.

O preço do ônibus é sempre de 1,50€ por viagem, enquanto o do metrô varia de 1,50€ a 2€ de acordo com o número de estações percorrido. Mas se você carregar o cartão com 10 viagens, você vai pagar o preço fixo de 12,20€. É possível carregar o cartão em cash ou com cartão e, no ônibus, você pode pagar diretamente com dinheiro se não tiver o cartão.

 

Abono turístico = Tarjeta turística

Madrid possui um abono turístico que é bem simples de usar. Tem opções para 1, 2, 3, 5 e 7 dias. Os preços são os seguintes:

Particularmente acho caro para um fim de semana, porque Madrid é uma cidade “pequena”, se comparada a Paris, por exemplo. A maioria dos trajetos pelo centro pode ser feita a pé. E sugiro que sejam feitos na sola, porque tem história em cada esquina. Além das inevitáveis fotos que a gente tira, há a curiosidade de entrar nos lugares, comer, comprar, ver, experimentar. Sabendo como é Madrid, meu voto é por comprar o abono de 10 viagens e pegar o transporte quando estiver cansado.

Metrô

O metrô de Madrid é show: as estações são bem sinalizadas, limpas, têm bastante seguranças. Funciona de 6 da manhã até a 1:30 da madrugada. Todos os dias.

Você gosta de viajar com trolley? A maioria das estações conta pelo menos com um elevador, que normalmente fica em uma das pontas das plataformas e, na entrada, é bem do lado das catracas.

Madrid tem temperaturas muito opostas, no verão o calor é “brabo” e no inverno, mais que frio, faz vento frio. Então, alguns vagões de algumas linhas parece que ouvem o chamado dos fãs mais ávidos pelo ar-condicionado e invertem as temperaturas, ou seja, no verão a gente morre de frio lá dentro e no inverno a gente vai tirando a roupa…

Pode-se levar bicicleta desde que seja no primeiro ou no último vagão, e está sinalizado. Há restrição de horário, caso a bike não seja dobrável. Se você é ciclista, consulte os horários aqui.

Importante atenção pra um assunto: nas estações centrais há batedores de carteiras. Normalmente eles vão em duplas ou em trios, e se fazem passar por turistas, levam uma sacolinha de alguma loja e os rapazes costumam levar a clássica jaqueta no braço. Truque super manjado, mas que ainda acontece. Não há violência, só tem que ficar de olho porque deve ser chato ficar sem a grana e principalmente os documentos.

Cercanías

O cercanías é um tipo de trem similar ao S-Bahn lá de Berlim, que opera dentro da cidade mas também faz trajetos mais longos. Daqui de Madrid ele leva basicamente aos bairros e municípios-dormitório, mas também permite um passeio até uma parte da Serra de Madrid,  Sierra de Guadarrama, e nos vela até Cercedilla.

Em Cercedilla tem um parque de aventura bem legal, já fui várias vezes, se chama Aventura Amazonía. Você pode consultar o calendário aqui.

De Cercedilla pode-se pegar um trem de vía estrecha e subir até um porto de montanha, o porto de Navacerrada. A cidadezinha é fofa e na própria estação do trem tem um bar que, durante o inverno, serve um chocolatinho quente bom demais pro friozinho que faz lá em cima.

O cercanías é legal porque normalmente está vazio, tem música ambiente e os mais novos têm banheiro.

Ônibus

Gente, a coisa mais fácil do mundo é pegar ônibus em Madrid. Primeiro, que eles são super pontuais e você pode baixar o app da EMT Madrid. Aí cada ponto de ônibus (parada de autobús em espanhol) tem um número e é só consultar quanto tempo falta para o próximo passar. É bem fiável.

Em todos os pontos de ônibus tem um mapinha dos pontos onde cada linha para e o sentido de circulação. É muito prático e visual.

 

Se você tem dúvidas de que transporte pegar, o Citymapper é o melhor app na minha opinião, pois mostra a forma mais direta e prática de chegar ao destino. O Google Maps também salva vidas.

AVE

Este é o trem de Alta VElocidade, muito famoso pela pontualidade e modernidade. É um sistema incrível que você pode consultar no site da Renfe (Red Nacional de los Ferrocarriles Españoles).

Só uma ideia das cidades que você pode visitar estando em Madrid: Toledo, Barcelona, Córdoba, Granada, Málaga, Sevilha, Valência, entre outras.

Bicicletas

Além disso, Madrid conta com as Bicicletas BiciMAD, da prefeitura, e carsharing por meio de aluguel de carros elétricos compartilhados que custa mais ou menos 0,21€/minuto e só podem circular no centro da cidade.

Cheguei no aeroporto. E agora?

Quando você chegar no aeroporto chegará pelo terminal 1, 2, 3 ou 4. Se for por um dos 3 primeiros, é só sair, e procurar o caminho para o metrô, e comprar o bilhete.

Se você chegar pelo terminal 4, saiba que é a parte mais nova do aeroporto, e na verdade é como uma ilha anexa ao aeroporto, distante 2km.

Tanto para sair do aeroporto de metrô como para entrar, é necessário pagar um suplemento de 3 euros, adicionado ao preço do passe de metrô, que varia entre 1.50-2 €, em função da estação em que você for descer. Você tem que pegar a linha 8, de cor rosa no mapa, em direção a Nuevos Ministerios e lá, se for necessário, fazer baldeação (transbordo em espanhol) até o seu destino.

Neste post você pode conferir as melhores opções pra chegar a Madrid, onde a autora dá dicas de táxi, Uber, Cabify, autobús express ou trem.

E, finalmente, para praticar um pouco de espanhol antes de vir, e durante também, o site oficial de turismo de Madrid.

 

Bônus

Segue lista de alguns posts do BLPM sobre os transportes para os curiosos:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s